Clubes se revoltam com encerramento do Campeonato Holandês: ‘Muito injusto’

Federação Holandesa não decretou um campeão e nem times rebaixados

Ajax liderava Campeonato Holandês com vantagem no saldo de gols (Foto: Divulgação/Ajax)

O cancelamento do Campeonato Holandês já está causando repercussões negativas. Após a Uefa autorizar o término das competições europeias, a Holanda foi a primeira a anunciar o encerramento das atividades, sem decretar um campeão ou os times rebaixados, o causou a revolta de alguns clubes. Alguns vão até entrar com ações na Justiça.

O FC Utrecht, da primeira divisão, está preparando um processo judicial contra a Federação Holandesa de Futebol (KNVB, na sigla em holandês) devido à decisão de colocar um fim no torneio e de organizar as vagas para as próximas competições europeias com base na atual classificação. A equipe estava na sexta posição até a paralisação em razão do novo coronavírus.

“O FC Utrecht não aceita ficar fora de distribuição das vagas europeias. O FC Utrecht não hesitará em desafiar esta decisão diante de um tribunal esportivo e da Uefa”, diz uma parte do comunicado oficial divulgado pelo clube.

Quando a competição foi suspensa, o Utrecht estava apenas três pontos atrás do quinto colocado Willem II, que ocupava a última vaga para a Liga Europa. Contudo, o clube de van Seumeren tem um jogo a menos e leva a melhor no saldo de gols em relação ao rival, além de estar também na final da Copa Holandesa.

Frans van Seumeren, dono do Utrecht, disse em entrevista à emissora RTV Utrecht que “a equipe vai usar todos os advogados que puder” para conseguir reverter a polêmica decisão. O atacante espanhol Adrian Dalmau, de 26 anos, se mostrou revoltado com a decisão.

“Estou muito zangado. É embaraçoso, ridículo e esportivamente injusto. Esta decisão não se baseia em nenhum critério. A KNVB nem sequer nos deixará jogar a final da copa a portas fechadas em setembro. Eles tiraram algo de nós que poderíamos ter ganho em campo e não podemos dizer nada contra isso, afirmou o jogador em entrevista ao jornal “Marca”.

A decisão da Federação diz que não haverá rebaixamento ou promoção dos times da série B para a elite do futebol do país, o que fez o Cambuur Leeuwarden, líder da segunda divisão nacional, declarar sua insatisfação. “Não consigo entender. Isso parece muito injusto”, disse Ard de Graaf, um dos diretores da equipe.

Na tabela de classificação da primeira divisão, após 26 rodadas, o Ajax e o AZ Alkmaar estavam empatados na liderança com 56 pontos, com a primeira colocação ficando com o clube de Amsterdã pelo saldo de gols (45 a 37). Ambos os clubes vão para a Liga dos Campeões da Europa, enquanto que o Feyenoord, terceiro colocado com 50 pontos, jogará a Liga Europa.

Apesar de terminar em primeiro, o Ajax não será coroado campeão, o que causou a indignação do meia Hakim Ziyech, um dos principais jogadores do futebol holandês. “Acho que todo mundo em Amsterdã esperava outro final”, disse o meia do Ajax, que foi vendido para o Chelsea, clube que vai defender na próxima temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *